Terça-feira, 29 de Julho de 2014

…um homem e uma mulher comprometem-se a constituir uma família enquanto verdadeira “Igreja doméstica”, comunidade de graça e oração, escola de virtudes humanas e de caridade cristã, onde os filhos crescem na certeza de que Tu, Senhor Jesus, és o centro da Vida e fonte de Amor, fundamento de toda a Esperança e penhor de Alegria maior!

 

Do Catecismo da Igreja Católica:

 

1665O novo casamento dos divorciados, em vida do cônjuge legítimo, é contrário ao desígnio e à Lei de Deus ensinados por Cristo. Eles não ficam separados da Igreja, mas não têm acesso à comunhão eucarística. Viverão a sua vida cristã sobretudo educando os filhos na fé.

 

1666O lar cristão é o lugar onde os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. É por isso que a casa de família se chama, com razão, «Igreja doméstica», comunidade de graça e de oração, escola de virtudes humanas e de caridade cristã.

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 18:44 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

 

O Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, evocou a “importância do Domingo e de o vivermos com um sentido cristão”, aquando da Peregrinação Arciprestal ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, em Lemenhe, V. N. Famalicão, no domingo passado, dia 20 de Julho.

Assim, o momento alto teve lugar às 10h00, com o início da Peregrinação desde a Igreja Paroquial até ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, uma longa procissão acompanhada pela fanfarra dos escuteiros e com a participação de várias paróquias do Arciprestado de V. N. Famalicão, que se fizeram representar, integrando-a com alguns símbolos e estandartes.

À chegada ao recinto do Santuário foi celebrada uma missa campal, às 11h00, presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga. Esta celebração, contou ainda com a presença de vários sacerdotes, nomeadamente do Arcipreste de V. N. Famalicão, o P.e Paulino Carvalho, e do pároco de Lemenhe, o P.e António Loureiro, assim como de algumas entidades civis, como foi o caso do Presidente da Câmara de V. N. Famalicão, Paulo Cunha.

Perante um elevado número de fiéis que se quiseram deslocar ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, louvando a Maria e a seu filho Jesus Cristo, D. Jorge Ortiga, nas palavras proferidas durante a homília, evocou um dos eixos do Plano Pastoral da Arquidiocese de Braga, dedicado à temática da “Fé Celebrada”, para lembrar “a importância do Domingo”. Assim, na medida em que “este é o dia da Ressurreição, o dia do Senhor, devemos celebrar e recordar que Jesus está vivo, vivendo a experiência de nos sentirmos membros de uma comunidade cristã, nomeadamente tomando parte da Eucaristia, centro, cume e meta da vida do cristão”. De seguida, o Arcebispo enfatizou que, “sendo o Domingo o dia do descanso, este deve ser vivido e interpretado de forma sadia”, isto é, “deve ser um tempo dedicado ao convívio com os outros, nomeadamente à família”. Uma terceira dimensão do Domingo para a qual D. Jorge alertou, prende-se com “a redescoberta do que é gratuito”, ou seja, “devemos viver o Domingo numa linha de gratuidade e de oferta, praticando a ‘diaconia da ternura e do amor’, a que nos desafia também o Papa Francisco, saindo de nós e indo ao encontro dos que sofrem, dos doentes e dos necessitados”.

Posto isto, o prelado evocou Nossa Senhora do Carmo, para lembrar que “ela foi quem viveu a alegria da ressurreição do Senhor”, e, deste modo, devemos pedir-lhe que “nos ajude, na linha do nosso Plano Pastoral, a redescobrir a importância e o significado do Domingo na nossa vida”.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 12:31 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

 

Tal como é habitual, no final de mais um ano pastoral, o Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, perante as necessidades pastorais e tendo em consideração as soluções possíveis, procedeu a diferentes nomeações no que respeita ao movimento eclesiástico na nossa Arquidiocese.

Assim, eis as nomeações tornadas públicas por D. Jorge Ortiga, no passado dia 20 de Julho, aquando das ordenações sacerdotais, e no que apenas diz respeito às paróquias do Arciprestado de V. N. de Famalicão:

O P.e José Luís dos Santos Matos, foi dispensado, a seu pedido, da paroquialidade de Santa Maria de Arnoso e São Miguel de Jesufrei e autorizado a usufruir de um Ano Sabático.

Por sua vez, o P.e José Manuel Faria Ferreira, foi dispensado da paroquialidade de São Mamede de Sezures, continuando com a paroquialidade de São Cosme e São Damião do Vale e São Martinho do Vale.

Caberá ao P.e José Pedro Oliveira Novais (ordenado sacerdote no passado domingo) assumir as três paróquias acima referidas, sendo, por isso, nomeado Administrador Paroquial de Santa Maria de Arnoso, São Miguel de Jesufrei e São Mamede de Sezures, integrando-se na Equipa Sacerdotal de Brufe e Louro.

O P.e Daniel de Sousa Neves foi dispensado da paroquialidade de Santa Lucrécia do Louro, São Tiago de Outiz e São Tiago de Mouquim e nomeado para integrar a Equipa Formadora do Seminário Menor em ordem à elaboração dum projecto Educativo para o Ano Propedêutico e para colaborar na celebração dos 90 anos do Seminário Menor.

Será o P.e Nuno Jorge Monteiro de Castro (também ordenado sacerdote no passado domingo) a assumir estas três comunidades, sendo nomeado seu Administrador Paroquial, integrando-se também na Equipa Sacerdotal de Brufe e Louro.

De referir ainda que o P.e António Ferreira Machado foi dispensado da Assistência Espiritual à LOC/MTC, continuando com a paroquialidade de Santa Leocádia de Fradelos e Divino Salvador de Vilarinho das Cambas, sendo substituído nessa missão pelo Diác. José Maria Carneiro da Costa, diácono permanente natural do nosso Arciprestado.

No documento publicado a propósito do movimento eclesiástico, D. Jorge Ortiga enfatiza que “quando o sentido de missão é parte estruturante da vida sacerdotal não custa aceitar sugestões de mudança ou tomar a iniciativa disponibilizando-se para que ela aconteça em alegria de servir”, acrescentado que “a mesma consciência de missão deve ser acolhida por parte dos leigos no duplo sentido de aceitar as referidas mudanças e de se predisporem para um trabalho em Igreja, depois duma formação adequada”. O prelado refere ainda que “quando, na verdade, a Igreja nas suas necessidades ocupa o primeiro lugar, sacerdotes e leigos compreendem a mudança”.

Posto isto, o Arciprestado agradece a todos aqueles que até agora o serviram e que deixarão de o fazer futuramente e acolhe com afecto os seus novos colaboradores, desejando a todos as maiores felicidades no exercício da sua vocação ao sacerdócio.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 12:15 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

 

Na passada sexta-feira, dia 18 de Julho, dia litúrgico de D. Frei Bartolomeu dos Mártires, os sacerdotes do Arciprestado de V. N. Famalicão participaram num encontro de sacerdotes com os Bispos das Dioceses de Braga, Viana do Castelo, Vila Real e Bragança-Miranda, bem como com o Provincial dos Dominicanos, no âmbito das comemorações jubilares dos 500 anos do nascimento daquele Arcebispo de Braga que se iniciaram a 3 de Maio e envolvem as dioceses de Braga e Viana do Castelo.

Esta assembleia clerical teve lugar no Auditório Vita, em Braga, iniciando às 10h00. Diante dos cerca de 300 sacerdotes presentes, os bispos de Braga, Viana, Vila Real e Bragança, lembraram e comentaram trechos de uma das obras daquele Beato dominicano, “Estímulo dos Pastores”, momento sempre intervalado com momentos musicais.

O programa incluiu ainda o lançamento de um livro da autoria do professor Franquelim Neiva Soares sobre as visitas pastorais de Frei Bartolomeu dos Mártires (ao Cabido de Braga Colegiada de Guimarães e paróquias), intitulado “Visitações Pastorais Pessoais”, editado pela Arquidiocese de Braga.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 15:37 | link do post | comentar

Terça-feira, 22 de Julho de 2014

…um homem e uma mulher comprometem-se com a unidade, a indissolubilidade e a abertura à fecundidade próprias do Sacramento do Matrimónio, vivendo a sua conjugalidade num estado público de vida na Igreja, como testemunhas vivas e actuantes do amor sem reservas e da fidelidade que gera uma esperança renovada e sem ocaso!

 

Do Catecismo da Igreja Católica:

 

1663. Uma vez que o Matrimónio estabelece os cônjuges num estado público de vida na Igreja, é conveniente que a sua celebração seja pública, integrada numa celebração litúrgica, perante o sacerdote (ou testemunha qualificada da Igreja), as testemunhas e a assembleia dos fiéis.

 

1664A unidade, a indissolubilidade e a abertura à fecundidade são essenciais ao Matrimónio. A poligamia é incompatível com a unidade do Matrimónio; o divórcio separa o que Deus uniu; a recusa da fecundidade desvia a vida conjugal do seu «dom mais excelente», o filho (1).

 

(1). II Concílio do Vaticano, Const. past. Gaudium et spes, 50: AAS 58 (1966) 1070.

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 13:45 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18 de Julho de 2014

 

A Arquidiocese de Braga conta agora com um novo Bispo Auxiliar, D. Francisco José Senra Coelho (na foto), de 53 anos, nomeado pelo Papa Francisco no passado dia 17 de Abril.

O novo prelado, nascido a 12 de Março de 1961 em Maputo, Moçambique, sendo os pais naturais de Adães, concelho de Barcelos na Arquidiocese de Braga, recebeu a ordenação episcopal no passado dia 29 de Junho na Sé de Évora, diocese onde estudou, se ordenou sacerdote em 1986 e onde esteve ao serviço da Igreja até agora.

Entretanto, o novo bispo auxiliar será apresentado a toda a Arquidiocese bracarense no próximo domingo, dia 20 de Julho, aquando das Ordenações Presbiterais a realizar na Cripta do Sameiro, na tarde desse dia.

“Com humildade e espirito de serviço”, é assim que D. Francisco Senra Coelho parte para este seu novo desafio. Dirigindo-se à sua nova diocese, o novo bispo auxiliar elege as “periferias” como epicentro do seu trabalho pastoral, corroborando o seu compromisso, dizendo: “A toda a igreja de Braga, a certeza da minha fraterna presença, da minha especial proximidade a todos os que sofrem”.

No entanto, se D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz, conta daqui em diante com a colaboração deste novo prelado, por outro lado, vê partir da Diocese D. António Moiteiro, seu bispo auxiliar ao longo dos últimos dois anos.

D. António foi nomeado no passado dia 4 de Julho pelo Papa Francisco como novo Bispo titular de Aveiro. O prelado de 58 anos tem a sua tomada de posse agendada para 13 de Setembro e, no dia seguinte, pelas 16h00, presidirá à Eucaristia na igreja catedral da diocese.

O até agora bispo auxiliar de Braga diz levar “o carinho” do Arcebispo D. Jorge Ortiga, “uma amizade grande com os sacerdotes e uma alegria de ver tantos leigos empenhados em construírem o Reino de Deus na diocese”. Por sua vez, ao agora titular de Aveiro, o Arcebispo Primaz agradece “pelo trabalho realizado alegremente e pela comunhão de vidas” que juntos realizaram.

o está marcada para o dia 12 de Agosto, numa celebração presidida pelo cardeal português D. José Saraiva Martins, prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos. Na cerimónia, que vai decorrer na Sé da Guarda, serão também bispos ordenantes o bispo local, D. Manuel Felício, e D. Jorge Ortiga.
D. António Manuel Moiteiro Ramos nasceu a 17 de maio de 1956 na freguesia de Aldeia de João Pires, Concelho de Penamacor, Diocese da Guarda e Distrito de Castelo Branco.
Padre desde 1982, o futuro bispo auxiliar de Braga desempenhou funções de pároco e foi director espiritual do Seminário Maior, sempre na Guarda, ao longo destas décadas.
Doutorado em Teologia Pastoral, em Roma, D. António Moiteiro Ramos foi responsável pelo Departamento de Catequese da Infância e Adolescência, bem como do Ensino da Igreja nas Escolas; actualmente era director do Secretariado Diocesano da Educação Cristã, coordenador da pastoral, assistente diocesano das Conferências Vicentinas, membro do Conselho Presbiteral, do Conselho Episcopal e do de Pastoral.
A 3 de Setembro de 2005 foi nomeado assistente geral da Liga dos Servos de Jesus, uma associação pública de fiéis, fundada, em 1924, por D. João de Oliveira Matos.
Além de ter colaborado em 1991 para a publicação dos catecismos do Programa Nacional de Catequese «Jesus gosta de Mim» (1-º ano) e «Estou com Jesus» (2.º ano), o novo bispo editou as obras «Guia de leitura do Directório Geral de Catequese (1998), «Os catecismos portugueses da infância e adolescência de 1953-1993», «A catequese na Diocese da Guarda» (2003), «Procuramos o rosto de Deus» e «Celebramos o encontro com Cristo» (2006).
Na mensagem endereçada à Arquidiocese de Braga, o novo bispo, que escolheu para lema episcopal esta interpelação - «É preciso que Jesus reine» (1 Cor 15, 25) –, recorda que “hoje, a missão da Igreja não deve ser outra que a de proclamar o amor gratuito de Deus, a conversão ao Evangelho, o dom do Espírito, o Baptismo para o perdão dos pecados e de formar comunidades cristãs onde a fraternidade tenha o primeiro lugar”. O prelado refere ainda que deseja “construir comunidades cristãs onde todos os baptizados possuam uma fé, fruto de uma opção pessoal, uma fé, onde não haja divórcio entre o que se acredita e o modo como se vive, uma fé feita comunhão frente ao individualismo e, sobretudo, uma fé presente no coração do mundo, isto é, na família e no trabalho, na política e no compromisso pela transformação da sociedade”.
Esta nomeação constitui um momento de grande alegria para toda a Arquidiocese de Braga, que passará assim a contar com mais um Bispo Auxiliar. Também o nosso Arciprestado de V. N. Famalicão partilha este sentimento e se associa a este momento festivo, agradecendo a Deus, unidos na oração com toda a Igreja, esta dádiva para a nossa Arquidiocese.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 13:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17 de Julho de 2014

 

No próximo domingo, dia 20 de Julho, realizam-se as ordenações sacerdotais na nossa Arquidiocese de Braga, sendo que desta feita serão apresentados quatro candidatos ao presbiterado, sendo três oriundos do Arciprestado de Guimarães e Vizela, Adão Ricardo Pereira de Almeida, José Pedro Oliveira Novais e Nuno Jorge Monteiro de Castro, e um do Arciprestado de Barcelos, Rui Manuel Gomes Sousa.

A celebração está marcada para as 15h30, na Cripta do Sameiro, estando toda a Arquidiocese convidada a tomar parte deste momento particularmente festivo para a Igreja.

De referir que dois dos candidatos supracitados realizaram o seu estágio pastoral no Arciprestado de Vila Nova de Famalicão ao longo do último ano. O Diácono Nuno Jorge Monteiro de Castro estagiou nas paróquias de Brufe, Cavalões e Santo Adrião, enquanto o Diácono José Pedro Oliveira Novais realizou o seu estágio nas paróquias do Louro, Mouquim e Outiz.

Como forma de preparar esse sacramento e motivar uma maior consciencialização laical sobre a temática vocacional, na próxima quinta-feira, dia 17 de Julho, celebra-se uma vigília vocacional na igreja de S. Sebastião (Guimarães), com início às 21h00, presidida por D. António Moiteiro.

Assim, o Arciprestado de V. N. Famalicão aproveita para endereçar os mais sentidos Parabéns aos futuros sacerdotes, desejando-lhes as maiores felicidades nesta nova etapa que agora iniciam, alegrando-se e rejubilando com as suas ordenações sacerdotais que nos ajudam a perceber e a sentir a riqueza incomensurável da vocação ao sacerdócio, constituindo testemunho vivo de que Deus continua hoje e sempre a chamar operários para a Sua messe.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 14:49 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16 de Julho de 2014

 

Celebrando a Igreja o dia de Nossa Senhora do Carmo no dia 16 de Julho, no próximo domingo, dia 20, realiza-se a tradicional Peregrinação Arciprestal ao seu Santuário, na paróquia de Lemenhe, sendo esta a única Peregrinação de cariz Arciprestal que se realiza no Arciprestado de V. N. de Famalicão.

A Peregrinação terá início às 10h00 da manhã na Igreja Paroquial de Lemenhe, de onde segue para o Santuário de Nossa Senhora do Carmo, onde será celebrada a Eucaristia, às 11h00, presidida por D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga.

O Arciprestado de V. N. de Famalicão lança, assim, o convite a todos os cristãos, lembrando que “aqueles que peregrinam com Maria e até Maria, celebram com Ela, e iluminados pelo seu testemunho, a Fé que nos conduz à intimidade do seu filho Jesus Cristo, com alegria e renovada esperança”!

  

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 14:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 15 de Julho de 2014

…um homem e uma mulher comprometem-se na vontade de se darem mútua e definitivamente por meio do Sacramento do Matrimónio, que aperfeiçoa o amor humano dos esposos, tornando-o fiel e fecundo, e os santifica no caminho da vida eterna, para que vivam esse amor em comunhão Contigo, fundamentado em Ti e no Teu amor à Igreja!

 

Do Catecismo da Igreja Católica:

 

1661. O sacramento do Matrimónio significa a união de Cristo com a Igreja. Confere aos esposos a graça de se amarem com o amor com que Cristo amou a sua Igreja; a graça do sacramento aperfeiçoa assim o amor humano dos esposos, dá firmeza à sua unidade indissolúvel e santifica-os no caminho da vida eterna (1).

 

1662O Matrimónio assenta no consentimento dos contraentes, quer dizer; na vontade de se darem mútua e definitivamente, com o fim de viverem uma aliança de amor fiel e fecundo.

 

(1). Cf. Concílio de Trento, Sess. 24ª. Doctrina de sacramento Matrimonii: DS 1799.

 

 Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 18:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 9 de Julho de 2014

 

No passado sábado, dia 5 de Julho, às 16h00, o auditório do Parque da Devesa, em V. N. Famalicão, serviu de palco àquela que é para os cristãos a maior das festas, a celebração do Sacramento da Eucaristia.

Esta iniciativa, promovida e organizada pela Equipa Arciprestal de Catequese de V. N. de Famalicão, congregou neste espaço cerca de 170 fiéis, provenientes de várias paróquias do Arciprestado, entre eles muitos catequistas, que, assim, responderam ao apelo de celebrar a Fé, mas desta feita num espaço diferente, no coração da cidade, habituado a ser espaço de convívio, de festa, de prática desportiva e de lazer.

A celebração contou com a animação musical do Grupo de Jovens da paróquia de Nine e foi presidida pelo P.e António Loureiro, Assistente da Equipa Arciprestal de Catequese. Na partilha dirigida aos presentes, o sacerdote lembrava a importância de celebramos a nossa Fé na Eucaristia, na medida em que “não há festa como esta”, acrescentando que “é a partir do banquete eucarístico que todos, e particularmente os catequistas, restabelecem forças e se sentem interpelados a anunciar Jesus Cristo, isto é, a levar este anúncio festivo à vida dos irmãos, comprometendo-se em ser testemunha desta alegria, apesar de todas as dificuldades que possam surgir”.

Já perto do final da celebração, no momento de Acção de Graças, um pequeno gesto fez sair do altar várias fitas coloridas que cobriram a assembleia de cor e de festa, precisamente para corroborar a certeza de que “a Fé que se celebra no Sacramento da Eucaristia gera continuamente festa, uma festa grandiosa e sem ocaso, que irradia até ao coração de todos os homens, pois desinstala, derruba comodismos e compromete cada um a ser verdadeiro testemunho de amor, tornando-nos mais capazes de promover uma Igreja ‘em saída’, de que tanto nos fala o Papa Francisco, isto é, uma Igreja que sai de dentro de si mesma para comunicar a Alegria do Evangelho, a alegria de crer, a alegria de cada um se saber e sentir profundamente amado por Deus”!

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 16:10 | link do post | comentar

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Coordenadores Paroquiais ...

PARA AJUDAR A MELHOR VIVE...

Formação de Adultos desaf...

Movimentos da Acção Catól...

Movimento “Eu Sou Matriz”...

Dia Internacional do Trab...

Arquidiocese de Braga ini...

Antas acolheu em festa o ...

Novo pároco de Antas toma...

Crismandos de várias comu...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

facebook
links
blogs SAPO
subscrever feeds