Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Conferência Mariana_Cartaz.jpg

 

Em pleno Ano Mariano, em que se assinala o centenário das aparições de Nossa Senhora em Fátima, o Arciprestado de Vila Nova de Famalicão promove a realização de uma Conferência subordinada ao tema “Fátima sem Segredos”, com o objectivo de promover uma melhor e mais profunda vivência destes tempos.

Esta iniciativa acontece no dia 30 de Abril, domingo, às 17h30, na Igreja Nova Matriz de Famalicão, sendo orientada pela Irmã Ana Castro da Congregação da Aliança de Santa Maria. Depois desta Conferência Mariana, tem lugar a Oração de Vésperas, às 18h30, seguindo-se a celebração da Eucaristia, às 19h15.

Deste modo, o Arciprestado apela à presença de todos nesta iniciativa, “que será mais uma que ajudará a viver com maior profundidade e com verdadeira alegria pascal este ano especialmente dedicado à figura de Maria, para que, pelo seu testemunho de mulher crente e orante, nos deixemos conduzir pelos caminhos da vivência e da contemplação da Fé”.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 18:23 | link do post | comentar

Terça-feira, 25 de Abril de 2017

resurrection-9.jpg

 

A Deus nada é impossível.”

(Lucas 1, 37)

 

 

“Deus, ao criar, dá a existência a todas as realidades; e ao criar o homem, dá-lhe a dignidade da imagem e da semelhança consigo, de modo singular em relação a todas as demais criaturas terrestres. E não se detendo na sua vontade de doação, não obstante o pecado do homem, Deus dá-se no Filho: «Amou tanto o mundo que lhe deu o seu Filho unigénito» (Jo 3, 16). Maria é a primeira testemunha desta verdade maravilhosa, que se actuará plenamente mediante «as obras e os ensinamentos» (cf. Act 1, 1) do seu Filho e, definitivamente, mediante a sua Cruz e Ressurreição.”

(S. João Paulo II, A Mãe do Redentor, 37)

 

 

Maria,

Mãe da alegria pascal,

Conduz-nos, pelo teu testemunho de Fé, para os braços do amor de Deus

Para que a festa da Ressurreição de Jesus nos renove, salve e santifique!

 

          

Ave-Maria, cheia de graça,

O Senhor é convosco.

Bendita sois vós entre as mulheres

E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, Mãe de Deus,

Rogai por nós, pecadores,

Agora e na hora da nossa morte.

Amém.

 

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 22:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

Cartaz.Mov.Juvenis.jpg

 

No próximo dia 29 de Abril, sábado, realiza-se em Vila Nova de Famalicão o Dia Arciprestal dos Movimentos Juvenis. Trata-se de uma iniciativa promovida pela Equipa de Pastoral Juvenil do Arciprestado, na abertura da 54ª Semana de Oração pelas Vocações, tendo como objectivo despertar os jovens para a descoberta do sentido vocacional da vida de todo o cristão, chamado a anunciar e a contemplar a Fé com a mesma alegria e entusiasmo de Nossa Senhora. Este ano a equipa organizadora optou pela realização de um final de tarde e noite de sábado diferentes, preenchidas por música e momentos de reflexão e oração, convidando os jovens para “Um Sunset com Maria”.

Deste modo, e como é habitual, este encontro destina-se particularmente aos jovens e adolescentes (aqueles que se encontram em fase de discernimento vocacional), ou seja, aos elementos dos Grupos de Jovens, aos elementos do Corpo Nacional de Escutas (pioneiros e caminheiros), à Catequese da adolescência (do 9º e 10º anos) de todas as comunidades paroquiais do Arciprestado, assim como a outros grupos existentes nas paróquias, que desejem também participar.

Esta iniciativa tem lugar, desta feita, no Seminário dos Combonianos, em Antas, iniciando às 17h30. A primeira parte do encontro é preenchida com um concerto da Banda Missio no palco Sunset, que promete animar todos os presentes.

Às 19h30 tem lugar o jantar partilhado. Para o mesmo, cada jovem deverá levar consigo o respectivo farnel.

O encontro prossegue depois do jantar, com a realização de uma Vigília de Oração, marcada para as 21h30, que, como refere a organização, e citando o Papa Francisco na sua Mensagem para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, pretende ajudar cada jovem “a descobrir o fascínio sempre actual da figura de Jesus, deixando-se interpelar e provocar pelas Suas palavras e gestos e, enfim, sonhar – graças a Ele – com uma vida plenamente humana, feliz, que se gasta no amor.”

Assim, “esta é uma oportunidade para os jovens do Arciprestado viverem um sábado especial, de partilha e convívio, mas também um tempo de encontro em que todos se sintam chamados a, como Maria, ter a coragem de abraçar este sonho de Deus, colocando a sua juventude e o seu entusiasmo nas mãos d’Ele, para, plenos de alegria, O anunciarem ao mundo inteiro.”

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 15:43 | link do post | comentar

Terça-feira, 18 de Abril de 2017

Bible-Jesus-Mother-Mary-P.jpg

 

“Feliz aquela que acreditou

no cumprimento de tudo quanto lhe foi dito

da parte do Senhor.”

(Lucas 1, 45)

 

 

“Estas palavras, pronunciadas por Isabel já depois da Anunciação, parecem ressoar aqui, aos pés da Cruz, com suprema eloquência; e a força que elas encerram, torna-se penetrante. Da Cruz ou, por assim dizer, do próprio coração do mistério da Redenção, se esparge a irradiação e se dilata a perspectiva daquelas palavras abençoadoras da sua fé. Elas remontam «até ao princípio» e, como participação no sacrifício de Cristo, novo Adão, tornam-se, em certo sentido, o contrabalanço da desobediência e da incredulidade presentes no pecado dos nossos primeiros pais. Assim o ensinam os Padres da Igreja, especialmente Santo Ireneu, citado na Constituição Lumen gentium: «O nó da desobediência de Eva foi desatado pela obediência de Maria; e aquilo que a Virgem Eva atou, com a sua incredulidade, a Virgem Maria desatou-o com a sua fé». À luz desta comparação com Eva, os mesmos Padres ― como recorda ainda o Concílio ― chamam a Maria «mãe dos vivos» e afirmam muitas vezes: «A morte veio por Eva, a vida por meio de Maria».”

(S. João Paulo II, A Mãe do Redentor, 19)

 

 

Maria,

Mãe do Senhor Ressuscitado,

Ensina-nos a acreditar, a servir e a amar com a tua fidelidade e abandono

Para contigo contemplarmos a alegria triunfante da Páscoa de Jesus!

 

 

Ave-Maria, cheia de graça,

O Senhor é convosco.

Bendita sois vós entre as mulheres

E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus.

Santa Maria, Mãe de Deus,

Rogai por nós, pecadores,

Agora e na hora da nossa morte.

Amém.

 

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 18:04 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13 de Abril de 2017

Pastoral Trabalho_170704_1.JPG

 

Pastoral Trabalho_170704.JPG

 

No âmbito da Visita Pastoral ao Arciprestado de Vila Nova Famalicão, que acontecerá ao longo deste ano de 2017, o mesmo promoveu a realização de um encontro preparatório direccionado para a Pastoral do Trabalho, sob o tema “O Mundo do Trabalho em Debate”.

Este encontro teve lugar no passado dia 6 de Abril, às 21h15, no Centro Pastoral de Santo Adrião, em Vila Nova de Famalicão, contando com a presença de D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, assim como de D. Nuno Almeida, Bispo Auxiliar.

Coube a D. Jorge Ortiga fazer a abertura do encontro, lembrando aos cerca de 70 participantes que este debate dedicado ao mundo do trabalho tinha como objectivo, precisamente, servir de “preparação para as Visitas Pastorais”.

Iniciado o debate, moderado pelo cónego e jornalista João Aguiar Campos, foi dada a palavra ao painel de convidados, que apresentaram os seus anseios e preocupações, abordando o trabalho segundo uma perspectiva cristã, na luta incessante pela justiça e a pela dignidade do homem.

Deste modo, Rosa Maria Vale, directora técnica do Centro Social e Paroquial de Castelões, começou por abordar “a questão dos salários”, noemadamente “as injustiças nas tabelas salariais”, acrescentando que, “muitas vezes assume o papel de moderadora entre os colaboradores e as chefias no tocante a esta questão”.

Por sua vez, o Cónego Roberto Mariz, presidente da direcção da União das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Braga (UDIPSS Braga), enfatizou “o trabalho como elemento dignificador”, pois “o Homem não é um mero instrumento de produção, mas sim colaborador de Deus no mundo”.

Fátima Amorim, empresária e presidente diocesana da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), abordou questões de índole ética que se prendem com a associação que representa, principalmente ao nível dos empresários. A convidada lembrou que, “numa altura em que todas as pessoas falam de códigos de ética que acabam por não sair do papel, é necessário estarmos atentos”, pois, como frisou, “o que distigue uma empresa é o Homem”. Alertou ainda que “actualmente as pessoas preferem gozar de rendimentos do que colaborar na vida de uma empresa”.

Bruna Costa, coordenadora diocesana da Juventude Operária Católica (JOC), salientou “que a JOC não se explica mas vive-se na relação de uns para com os outros”. 

Na sua intervenção, Américo Monteiro, sindicalista e dirigente nacional da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), partilhou o seu testemunho de vida, como operário ligado ao mundo sindical e à Igreja, abordando o tema dos movimentos operários no seio da mesma e frisando que a sua participação como sindicalista procurou ser sempre “expressão de solidariedade para com os seus colegas que revidicavam melhores condições de trabalho.”

Perto do final do debate, e depois de questionados pelo cónego Aguiar sobre como sentiram este “encontro de diferentes opiniões”, Fátima Amorim disse que “é necessário reunir mais vezes para debater temas desta importância”. Já Américo Monteiro alertou que “por vezes não há debates desta natureza porque as pessoas já tem as suas ideias definidas e não as querem abortar em favor do outro”.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 17:38 | link do post | comentar

Terça-feira, 11 de Abril de 2017

original.jpg

 

“E a partir daquele momento,

o discípulo recebeu-a em sua casa.”

(João 19, 27)

 

 

“Aos pés da Cruz teve o seu início aquela especial entrega do homem à Mãe de Cristo, que ao longo da história da Igreja foi posta em prática e expressa de diversas maneiras. Quando o mesmo Apóstolo e Evangelista, depois de ter referido as palavras dirigidas por Jesus do alto da Cruz à Mãe e a si próprio, acrescenta: «E, a partir daquele momento, o discípulo levou-a para sua casa» (Jo 19, 27), esta afirmação quer dizer, certamente, que ao discípulo foi atribuído um papel de filho e que ele tomou ao seu cuidado a Mãe do Mestre que amava. E uma vez que Maria lhe foi dada pessoalmente a ele como mãe, a afirmação indica, embora indirectamente, tudo o que exprime a relação íntima de um filho com a mãe. E tudo isto pode encerrar-se na palavra «entrega». A entrega é a resposta ao amor duma pessoa e, em particular, ao amor da mãe.”

(S. João Paulo II, A Mãe do Redentor, 45)

 

 

Maria,

Mulher fiel ao pé da Cruz,

Ajuda-nos a abrir a casa do nosso coração à tua presença de Mãe

Para contigo ousarmos a alegria da entrega confiada ao Senhor Jesus!

 

          

 

Ave-Maria, cheia de graça,
O Senhor é convosco.
Bendita sois vós entre as mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus,
Rogai por nós, pecadores,
Agora e na hora da nossa morte.

Amém.

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 20:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 4 de Abril de 2017

Son-Of-God-Movie-HD-Wallpaper-23.jpg

 

“Ao ver sua Mãe e o discípulo predilecto,

Jesus disse a sua Mãe:

«Mulher, eis o teu filho».

Depois disse ao discípulo:

«Eis a tua Mãe»."

(João 19, 26-27)

 

 

“Pode dizer-se que, se a maternidade de Maria em relação aos homens já tinha aflorado e se tinha delineado em precedência, agora é claramente precisada e estabelecida: ela emerge da maturação definitiva do mistério pascal do Redentor. A Mãe de Cristo, encontrando-se na irradiação directa deste mistério que abrange o homem ― todos e cada um dos homens ― é dada ao homem ― a todos e cada um dos homens ― como mãe. Este homem aos pés da Cruz é João, «o discípulo que ele amava».

Porém não é ele como um só homem. A Tradição e o Concílio não hesitam em chamar a Maria «Mãe de Cristo e Mãe dos homens»: ela está, efectivamente, associada na descendência de Adão com todos os homens..., mais ainda, é verdadeiramente mãe dos membros (de Cristo)..., porque cooperou com o seu amor para o nascimento dos fiéis na Igreja»."

(S. João Paulo II, A Mãe do Redentor, 23)

 

 

Maria,

Mãe de todos os homens,

Aconchega-nos no colo da tua Fé e embala-nos na candura do teu amor

Para estarmos contigo, fiéis e vigilantes, junto à Cruz redentora de Jesus!

 

 

Ave-Maria, cheia de graça,
O Senhor é convosco.
Bendita sois vós entre as mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus,
Rogai por nós, pecadores,
Agora e na hora da nossa morte.

Amém.

 

 

Arciprestado de V. N. Famalicão



publicado por arciprestadovnfamalicao às 17:00 | link do post | comentar

Segunda-feira, 3 de Abril de 2017

Pastoral do Trabalho.jpg

 

No âmbito da Visita Pastoral ao Arciprestado de Vila Nova Famalicão, que acontecerá ao longo deste ano de 2017, o mesmo promove a realização de um encontro preparatório direccionado para a Pastoral do Trabalho, sob o tema “O Mundo do Trabalho em Debate”.

Este encontro tem lugar no próximo dia 6 de Abril, quinta-feira, às 21h15, no Centro Pastoral de Santo Adrião, em Vila Nova de Famalicão.

O painel de convidados é composto por Américo Monteiro, sindicalista e dirigente nacional da Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC), Bruna Costa, coordenadora diocesana da Juventude Operária Católica (JOC), Fátima Amorim, empresária e presidente diocesana da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), Cónego Roberto Mariz, presidente da direcção da União das Instituições Particulares de Solidariedade Social de Braga (UDIPSS Braga) e Rosa Maria Vale, directora técnica do Centro Social e Paroquial de Castelões. A moderar e coordenar o debate estará o cónego e jornalista João Aguiar Campos.

O Arciprestado famalicense dirige, assim, o convite a todos aqueles que queiram participar neste debate, na certeza de que “o trabalho é um dimensão fundamental e incontornável na vida de todos os homens, com implicações directas no seu bem-estar e na sua realização pessoal”.

 

Departamento Arciprestal da Comunicação Social



publicado por arciprestadovnfamalicao às 17:13 | link do post | comentar

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Coordenadores Paroquiais ...

PARA AJUDAR A MELHOR VIVE...

Formação de Adultos desaf...

Movimentos da Acção Catól...

Movimento “Eu Sou Matriz”...

Dia Internacional do Trab...

Arquidiocese de Braga ini...

Antas acolheu em festa o ...

Novo pároco de Antas toma...

Crismandos de várias comu...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

facebook
links
blogs SAPO
subscrever feeds